18 de outubro de 1990.

Tarde de quarta-feira, 18 de outubro de 1990.

Já faz um calor de 32° graus, as pessoas nas ruas estão quase peladas, meu corpo está quente, minha cabeça fervendo e o coração totalmente gelado, não faço a menor ideia de como estou me sentindo, alguma coisa não está se encaixando, parece que meu mundo escureceu, a luz do sol que atravessa a janela e reflete no espelho está forte, mas sinto uma escuridão aqui dentro. Difícil de explicar, complicado entender, a fumaça do cigarro já cobre a casa toda e a tinta da caneta está acabando, meus amigos andam estranhos comigo, a minha música favorita já não é tão favorita assim, tem algo estranho nessa quarta-feira, nessa semana, nesses dias, nesse mês, nesse ano, tem algo errado comigo, parece que minha vida de um nó, impossível de desatar. 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: