Estou jogada na grama.
Debaixo de um sol de 40° graus.
Você está por ai, cheirando alguma coisa.
As pessoas estão felizes por aqui.
E a saudade de você, está gritando aqui dentro de mim.
Ouço o canto dos passaros, a risadas das pessoas, o latido dos cães, o barulho dos grilos.
Ouço sua voz me chamando de “meu amor”.
E deixo a brisa do vento me levar.
Me levar até você.
O sol está queimando o que me resta de lucidez.
Está queimando tudo de bom que está aqui.
Quero voltar pra água, estou me sentindo um peixe fora d’água.
Até as abelhas se divertem mais que eu.
Com o doce desse líquido preto.
A porra do líquido preto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: