16 de fevereiro de 1990, ás 00:30.

Madrugada fria, eu estava sem chão, sem rumo, perdidas pelas ruas cheias de neve de Amsterdam. Aquelo frio descia rasgando minha garganta junto com todas as palavras que ele me disse a meia hora atrás, aquilo partiu meu coração. E mais uma vez aprendi a não criar expectativas, mas vai ser sempre assim. “Nos apaixonamos, sofremos por um tempo, falamos que nunca mais vamos nos apaixonar, ai aparece outro amor e a rotina começa tudo de novo”. 

Estou me sentindo completamente perdida, ele era tudo que eu tinha. Era a única pessoa que não tinha me deixado como todos os outros, e agora? Nem ele eu tenho mais, o que será de mim agora? Pra onde irei? As respostas dessas perguntas? Só eu sei, agora só cabe a mim dar um novo rumo a minha vida, rasgar essa página e começar a escrever outras. Claro que vou sentir falta dele, claro. Quem vai me dar carinho, com quem vou ficar conversando até tarde. Quem vai me lembrar a cada 5 segundos que sou importante.

As palavras que ele me disse doeram tanto, tanto. Parecia que uma faca estava atrevessando meu peito, rascando tudo, ele tinha me ressucitado, tinha me tirado da solidão. E agora estou voltando para lá, estou voltando a me isolar do mundo, e minhas únicas companhias serão um cigarro e aquele estilete que ele me fez jogar fora. Mas eu não joguei, porque de vez em quando eu tinha aquelas recaídas. E agora ele será minha companhia, quem sabe ele não me leve de uma vez e acaba com essa agonia, com essa dor que carrego dentro de mim a anos, ando por ai parecendo uma louca, as pessoas me olham como se eu fosse um monstro, e acho que na verdade eu sou mesmo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: